Queijadas
Sabemos que este doce tradicional existe desde a Idade Medieval. E sabe-se também que no século XVIII já existiam queijadas de uma das marcas hoje existentes, a Sapa. Mas uma coisa é certa: o seu sabor continua actual e a conquistar muitos adeptos.
Outras informações importantes:
p_0000015a
Queijadas

 

Para os meus pais e professores
lerem comigo

Informação baseada no sítio na web da Câmara Municipal de Sintra:


Queijadas de Sintra

"Basílio levava na algibeira do albornoz um embrulho de queijadas da Sapa"

Camilo Castelo Branco, no seu livro “Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado” (1863)


 Já se encontram referências às Queijadas de Sintra, como fazendo parte de pagamento de foros, no ano de 1227, quando reinava D. Sancho II, o Capelo. Quanto ao local de origem das queijadas parece ter sido em Ranholas, na freguesia de S. Pedro de Penaferrim.

De todas as marcas, a mais antiga é a Sapa, com fábrica na Volta do Duche. Existem quatro marcas tradicionais: a Sapa, o Gregório, a Piriquita e a Casa do Preto.

 
Se encontrares algum erro nesta página ou se tiveres mais alguma informação, contacta-nos.
Também podes contribuir com a tua criatividade: envia-nos os teus textos e/ou ilustrações! Vê como aqui.